Observações sobre tudo e sobre coisa nenhuma
29.4.10

Na semana passada terminou ja Fox Life a 5ª edição do "So You Think You Can Dance", programa americano de entretenimento que deu origem à versão a que assistimos na SIC.  E a versão é, para já, uma versão mais...mais....coisinha (com encolher de ombros e cara franzida à mistura). Felizmente tem por lá aprecido pessoas com talento, e que sabem do que é que o programa trata. Mas também têm parecido pessoas que o júri passa à fase seginte que acho que no original íam pelo menos à coreografia, se não ficassem mesmo pelo caminho. Mas isto também é só o começo e pode ser que depois o nível de exigencia aumente. Outra diferença é que enquanto no original os candidatos ficam muito contentes por passarem à coreografia, cá, quase tomam isso como uma ofensa...não percebo. Será que viram alguma coisa do que este program é e do que é exigido aos concorrentes? Depois, como sempre há aqueles que acham que dar uns passos de dança mais arrojados no night club local é sinónimo de saber dançar. Pois...não é!

E como, infelizmente, costuma acontecer por aqui com este género de programas, a falta de jeito para a função e a cromice aguda abre portas. O tal rapaz que dançou o estilo "baile" já anda nas capas de jornais e é convidado de programas de televisão. Quantas pessoas que andam a trabalhar e esforçar-se há anos por ver o seu mérito reconhecido e não são conhecidas por ninguém em lado algum. Soubessem eles o que sabem hoje, mais valia fazer pouco e mal, para que alguém lhes desse a atenção que merecem.

 

Deixo aqui duas das minhas coreografias favoritas da última edição do "So You Think You Can Dance".

 

 

 

sinto-me: bah!
link do postPor costela de adão, às 19:51  o que se disse (5) para dizerem algo

23.4.10
Porque infelizmente continuam a ser cometidas tantas atrocidades contra os animais, a natureza, contra o planeta, coloco este vídeo de uma campanha que encontrei no blog da Amorita.
Para ver, assinar e circular.
 
sinto-me: revoltada e triste
música: Let's work by Mick Jagger
link do postPor costela de adão, às 19:58  o que se disse (7) para dizerem algo

Não sou apologista de comprar bilhetes para concertos a esta distância, mas tendo em conta que, como cantava o Elvis era now or never porque depois já não havia, comprei. Não sei se conheço alguém que não quisesse ver cá o Michael Bublé, parece que andava tudo num frenesim à espera do anúncio da data. Finalmente anunciaram na semana passada o dia 2 de Novembro. E, dada a procura elevada, rapidez na venda e o facto do senhor Bublé terminar a digressão no nosso país, anunciaram esta semana uma data extra, 3 de Novembro.

 

 

                                       

sinto-me:
música: Haven't met you yet by Michael Bublé
link do postPor costela de adão, às 18:18  o que se disse (2) para dizerem algo

Não sei se estou errada, mas acho que desde a anterior passagem do Nuno Markl pela Rádio Comercial com "O Homem que Mórdeu o Cão" que não havia um fenómeno radiofónico. Eu acho que a Caderneta de Cromos é um fenómeno, sim, acho. Porque muitos dos que o ouvem cresceram nos anos 80 e identificam-se, se não com tudo, com a maior parte das coisas que ele nos traz à memória; porque andamos todos um bocado saudosistas em relação a essa época em que o mau gosto na roupa e penteados abundava; porque os ouvintes contribuem para o programa, com ideias, sugestões e textos; porque está em primeiro lugar no itunes e tem uma catrefada de amigos e admiradores no facebook e fora dele (que é onde eu me encontro); porque todos comentam ao chegar ao trabalho o cromo da manhã (eu só oiço o primeiro, infelizmente) e porque o Markl escreve muito bem e consegue colocar o humor no sítio certo.

 

E finalmente, muito importante, porque me fez mudar da sempre favorita Antena 3 para a Comercial (ainda que só da parte da manhã no trajecto para o trabalho). E isto não é qualquer rubricazinha de humor que consegue.

 

                                      

 

 

sinto-me: croma
música: Genérico da Caderneta de Cromos by David Fonseca
link do postPor costela de adão, às 16:53  o que se disse (2) para dizerem algo

...voltaram a separar-se. E eu acho que, a ser assim, o melhor é ficarem por aqui como grupo. Se à terceira não deu, não vale a pena insistir. Aquando deste último regresso manifestei aqui o meu contentamento. Agora, não é com tristeza, mas com compreensão que encaro o final de uma banda que me marcou. E além disso, o Richard Ashcroft vai continuar a dar-nos música. Fica aqui o novo tema, "Are You Ready?", tem um cheiro a anos 90, bandas brit pop  e eu até gosto. Saudosista :-)

 

 

sinto-me:
música: The End by The Doors
link do postPor costela de adão, às 16:26  o que se disse (5) para dizerem algo

E como eu gosto desta novidade

 

música: Stylo by Gorillaz
link do postPor costela de adão, às 16:14  o que se disse (4) para dizerem algo

Costuma dizer-se que o desprezo é o melhor remédio. E talvez seja isso que uma tal de Katyzinha, uma fedelha mal-educada com a mania que tem graça e espírito crítico, além de sentido de moda, que anda a ser vista e falada por muita gente na blogosfera - e talvez fora dela - mereça.

Tenho a impressão que quanto mais falarem, bem ou mal, para ela será melhor; significa mais publicidade e mais visitas aos vídeos desta boçal que estão no youtube.

 

música: Stupid Girl by Garbage (mais uma vez)
link do postPor costela de adão, às 15:00  o que se disse (4) para dizerem algo

16.4.10

Há algum tempo vi a peça "Vai-se Andando" com o José Pedro Gomes. A descrição de coisas que são tão típicas de nós, portugueses, está muito boa. Uma delas, a obsessão com o tempo, refere como deixamos de fazer programas e descombinamos coisas por causa da chuva. Bem que o meu Adão diz que nos países onde a chuva faz parte do cenário, se pensassem assim, ninguém ía a lado algum, mas as pessoas fazem a sua vida normal. Pois, e é verdade, acredito que sim, senão não punham o nariz fora de casa 9 meses por ano, a não ser para trabalhar. Eu admito, sou daquelas que, quando está de chuva, não me apetece saír, antes pegar numa manta e deixar-me de sofá a ver qualquer série ou a ler. Como sería viver em Inglaterra, França ou Luxemburgo?

 

link do postPor costela de adão, às 19:39  o que se disse (2) para dizerem algo

A quê? Ao maravilhoso Inverno com que fomos brindados. Jamais em tempo algum foi oleoso. Agora, com toda a chuva e humidade que anda por estes ares há meses, acho que se quisesse, podia fritar um ovinho nesta bela cabeleira.

 

link do postPor costela de adão, às 19:33  para dizerem algo

15.4.10

Quando criei este blog a razão da sua existência era escrever o que me apetecesse, dar um espaço aos meus desabafos, pensamentos, irritações, gostos, constatações e por aí. Não pensei muito se ía ter quem me lesse, mas a verdade é que depois de descobrir algumas pessoas e delas me descobrirem se tornou importante saber que elas comentam ou visitam este cantinho. A partilha de ideias com quem não conhecemos (creio que se contam pelos dedos das mãos - e sobram - as pessoas amigas que me leêm, mas também gosto desta "clandestinidade") muito interessante. Confesso que em relação aos posts por vezes falta a inspiração, a vontade, o motivo, e outras vezes surge tanta coisa na cabeça ao mesmo tempo que acabo por esquecer de algumas ao longo do dia (mental note: um bloco para anotar ideias/pensamentos). No entanto, eu, sendo das pessoas que nem sempre escrevem, também gosto de ler as novidades nos blogs que visito. Daí que entenda a "frustração" da Sorriso (momentânea, estou certa) por não ler posts novos ou comentários. Eu vou tentar, mas sem promessas, ser mais constante aqui no meu estaminé. Ainda agora reparei que há 15 dias que não escrevia...

 

link do postPor costela de adão, às 19:30  o que se disse (9) para dizerem algo

Ele há coisa mais linda e fofinha do que ir de fim de semana romântico com herpes labial?!

 

música: Kiss (Prince)
link do postPor costela de adão, às 19:27  para dizerem algo

Pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Abril 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
30


arquivos
links
A Passear no Paraíso