Observações sobre tudo e sobre coisa nenhuma
8.3.10

Há um grupinho de pessoas com quem deixei de me relacionar há uns anos. Aliás, a decisão de deixar de me falar partiu de um elemento desse grupinho, que terá levado as suas amigas, cheiinhas de maturidade, a seguir-lhe as pisadas. Nunca me tinha acontecido tal coisa, mas para a outra pessoa tal não era novidade. Partindo do princípio que não me falam, a minha vida não lhes devia interessar, certo? Errado! Interessa pois, ao ponto de tentarem saber através de pessoas que mantém amizade comigo, coisas da esfera mais privada da minha vida. Haja vazio suficiente para terem tempo de se preocuparem comigo e cara de pau para meterem os outros ao barulho!

 

 

sinto-me:
link do postPor costela de adão, às 19:02  para dizerem algo

De Sorriso a 9 de Março de 2010 às 10:08
Eu sei bem o que isso é. Aconteceu-me o mesmo. Alguém que quis deixar de me falar e levou atrás de si as amigas inteligentes... Mas ainda assim gostava muito de saber coisas sobre mim. Haja tanta parvoíce numa pessoa só, irra!

Beijinhos :)

De costela de adão a 9 de Março de 2010 às 19:54
Essas pessoas são muito engraçadas (not). Se deixam de nos falar é porque não há interesse em manter qualquer relação de amizade ou sequer conhecimento connosco. Então, porque é que querem saber tanto do que se passa na nossa vida?!

De Marafadinha a 11 de Março de 2010 às 09:00
desculpa a risada mas estou a recordar a pergunta que originou este drama.
Falta de maturidade? Nããã. Nós é que andamos armadas em crescidas.
pra elas.

De costela de adão a 12 de Março de 2010 às 18:41
Humpf...ainda bem que achas graça, sua...sua...sua Marafada! Bjs

De S a 11 de Março de 2010 às 23:32
Isso é muito mau, eu aconteceu-me algo parecido, mas apenas um pouco pior, na altura que comecei a namorar com o Pedro tinha uma amiga melhor amiga) e bom ela andava sempre arranjar-me confusões e eu já há muito que andava saturada e apenas continuava amiga pelo tempo a que já eramos amigas, mas então ela começou a inventar coisas ao pedro,que faziam ele quase acabar comigo e pior atirou-se a ele à minha frente com a desculpa que estava bebada, fartei-me e disse-lhe simplesmente que a nossa amizade não dava mais e que era para nos afastarmos, desde aí bom, fala mal de mim e dele e inventa e tudo sobre nós, aliás, ele foi de proposito ao video clube daqui (que é de uma amiga da minha mãe) com outra rapariga e isto já mais de dois anos depois de não ser amiga dela, falar mal de mim e inventar coisas alto para ter a certeza que a amiga da minha mãe ouvi e já não é a primeira vez que isso acontece, já outras pessoas comentaram o mesmo com a minha mãe.

De costela de adão a 12 de Março de 2010 às 18:43
Há pessoas tão tão tão pequeninas que metem dó! Haja paciência. E quando ela se esgota nada como fazer o que fizeste, até porque nessa situação, essa pessoa estava mesmo a pedi-las!

De S a 12 de Março de 2010 às 22:12
Ela realmente mete mesmo dó, eu aida pensei em lhe dar uma lição, mas sinceramente nem vale a pena o esforço se quer. É dar simplesmente à ignorância.

De costela de adão a 13 de Março de 2010 às 11:22
Foi a melhor atitude.

Pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Março 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

16
17
18
19
20

21
22
24
25
27

28


arquivos
links
A Passear no Paraíso