Observações sobre tudo e sobre coisa nenhuma
11.9.08

Há dois dias um homem atingiu outro com três tiros dentro da esquadra da PSP de Portimão. A vítima foi hospitalizada com gravidade. O outro senhor foi posto em liberdade com termo de identidade e residência. Está visto que atingir uma pessoa com três tiros dentro de uma esquadra de polícia não cumpre os requisitos mínimos obrigatórios para ser decretada prisão. Com todo o respeito por quem está a sofrer vítima deste ou outros ataques, a situação é ridícula e escandalosa.  A entrevista da Judite de Sousa ao Ministro da Administração Interna, Rui Pereira, deveria ter aguardado uma semana; gostava de saber o que o MAI tem a dizer sobre isto. Provavelmente nada, que foi o que disse na semana passada.

link do postPor costela de adão, às 23:17  para dizerem algo

Pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Setembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
25
26
27

28
29
30


arquivos
links
A Passear no Paraíso