Observações sobre tudo e sobre coisa nenhuma
22.4.11

Durante décadas houve um vazio no mercado português no que respeita a revistas dedicadas ao cinema. Como apreciadora da sétima arte que sou, de vez em quando comprava a inglesa Empire ou a americana Premiere. Há cerca de 10 anos foi lançada a versão nacional da Premiere. Mas entretanto surgiram problemas e a Premiere chegou ao fim. Felizmente, ao fim de três anos (se não estou em erro) a Premiere regressou às bancas, muito pela força de vontade e persistência de quem liderou e acreditou na revista. Dada a ausência de revistas do género foi durante anos "a única revista portuguesa sobre cinema".  

E eis-nos em Abril de 2011. No mesmo mês são lançadas as edições portuguesas das revistas Total Film e Empire, o que significa que a outrora sozinha Premiere tem agora 2 concorrentes. É como se costuma dizer "não há fome que não dê em fartura". Para quem gosta de cinema isto pode ser uma boa novidade , quer pela possibilidade de escolha, quer pelo factor qualidade que cada uma destas publicações vai querer oferecer aos leitores. Mas Abril de 2011 também coincide com a chegada do FMI ao nosso país e sabemos que os tempos que aí vêm não vão ser fáceis. É de louvar a inciativa e - porque não? -  a coragem mas será que nos dias que correm haverá mercado para três revistas de cinema?

 

                             Revista Empire Portugal

 

 

sinto-me:
link do postPor costela de adão, às 14:49  para dizerem algo

De S a 1 de Maio de 2011 às 16:31
Eu apenas compro a Primiere e só descobri que existia por tua causa :) e adoro a revista. Mas nunca li a Total Film nem a Empire.

De costela de adão a 4 de Maio de 2011 às 19:51
A Total Film nunca li mas já conheço há muitos anos a Empire inglesa que é muito boa. Não quis deixar de experimentar a versão portuguesa e posso dizer que não fica atrás da original. Em termos de texto noto que é mais "encorpada" do que a Premiere, tem entrevistas, várias reportagens, notas de rodagem, entre outras coisas. Também gosto da Premiere apesar de notar que tem decaído um pouco em relação aos seus primeiros anos de existência. No último número recuperaram algumas rubricas míticas, mas não sei se não irá sofrer com a concorrência. Vai ser uma escolha difícil, pelo que se possível, vou tentar comprar as 2.

De S a 8 de Maio de 2011 às 01:14
Tenho que comprar para ver então a Empire Portuguesa.
A Primiere este mês já veio diferente e inclusive no texto de editor fala desta situação...
Pelo que me pareceu a Empire é mais cara, não é?

De costela de adão a 14 de Maio de 2011 às 14:19
Exacto, eles sentem que a concorrência chegou ao mercado.
A Empire custa €3,50, é um pouco mais cara do que a Premiere. Fiz a assinatura anual, que sempre sai mais em conta do que comprar mensalmente. Depois logo me dizes o que achas da Empire. :-)

De S a 17 de Julho de 2011 às 04:26
Já li a empire, não sei porque prefiro à mesma a premiere.
Tenho é que ver se me subescrevo.

Pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Abril 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15

17
19
20
23

24
25
26
27
28
29
30


arquivos
links
A Passear no Paraíso