Observações sobre tudo e sobre coisa nenhuma
30.3.12

Acho uma graça às pessoas que durante muito tempo mostram desejar algo. Quando, ainda que sem grande esforço da sua parte,  mas por via das circunstâncias, o conseguem, queixam-se.

Pois, era isso que querias não era? Então, porque é que reclamas agora?

 

Não estou a tentar escrever de forma moderna, nem fiquei desorientada. Esta alteração gramática na útima frase é propositada.

 

 

tags: ,
sinto-me:
link do postPor costela de adão, às 20:32  para dizerem algo

Depois da música para viagens, seguem alguns exemplos de músicas que, pela sua batida, associo ao Verão.

 

O Amor é Mágico - Expensive Soul

Lady, hear me Tonight - Modjo

When Love Takes Over - David Guetta ft Kelly Rowland

Every Teardrop is a Waterfall - Coldplay

Girls and Boys - Blur

 

tags:
música: todos os links acima
link do postPor costela de adão, às 20:18  para dizerem algo

28.3.12

Desde que me entendo que a música tem feito parte da minha vida. Como ouvinte, não como artista. Gosto muito de ouvir música, de descobrir coisas novas, de ouvir um album e apaixonar-me um pouco mais por ele a cada audição, prefiro gostar e descobrir um álbum aos poucos a gostar logo muito à primeira. Com as canções é normal acontecer "amor à primeira audição", com os álbuns nem tanto.

Aquilo que me apetece ouvir depende do estado de espírito, o que creio que é comum à maioria das pessoas.

E como gosto de canções que poderiam fazer parte da banda sonora de uma qualquer viagem. Ficam aqui alguns exemplos:

 

Come Away with Me - Norah Jones

O Assobio - Dead Combo (é um exemplo, entre várias dest banda)

Ce Matin-Là - Air

These Boots are made for Walkin' - Legendary Tigerman (mais uma vez, apenas um exemplo)

Lazy Flies - Beck

Somersault - Zero 7

Estrada - Mafalda Veiga

Cousteau - The Last Good Day of the Year

 

música: todos os links acima
link do postPor costela de adão, às 19:42  para dizerem algo

23.3.12

As coisas não estão fáceis para os portugueses, sejam eles empregados do Estado, do privado, ou, a pior das situações, desempregados. O direito à greve existe. No entanto, creio que já tivémos demasiadas provas de que as greves não resultam em alterações dos procedimentos estabelecidos e que levaram à convocação das mesmas. Aqueles que se pretende atingir não são atingidos e quem acaba por pagar a factura de mais um dia de greve são os portugueses. Seja porque têm que faltar ao trabalho para ficar com os filhos pelas escolas não funcionarem, seja porque têm de gastar dinheiro em transportes alternativos para poder chegar ao local de emprego, ou faltar (mais uma vez). Ou seja, penalizam-se os cidadãos.

 

Portugal já viveu num regime ditatorial. O 25 de Abril de 1974 veio alterar esse estado de coisas. No entanto, isso não significa que tenha deixado de existir ditadores, longe disso. O que é mais curioso é que aqueles que reclamam pelos seus direitos, inclusivé o direito à greve, não respeitam o direito e quem não a quer fazer, chegando mesmo a agressões contra os não aderentes. Se isto não é uma forma de repressão e com laivos de ditadura, não sei o que é. Normalmente, xó se vê o mal quando está nos outros, não quando olhamos para nós.

Porque os nossos actos são sempre justificados.

 

Por fim, as lamantáveis as cenas de agressões entre a polícia e os maifestantes, da polícia contra jornalistas. Haverá excessos de parte a parte. Se por um lado, há quem participe nestas manifestações com uma intenção óbvia de espalhar a confusão e nada quer reivindicar, por outro, as forças policiais parecem ficar um bocado perdidas e avançam contra tudo, sem olhar a quem.

Lamentável.

 

 

link do postPor costela de adão, às 20:38  para dizerem algo

20.3.12

Mas não podia deixar de dar os parabéns ao meu Benfica pela vitória desta noite. Nãoposso andar aqui só a falar dos adversários, não acham?

Para já, depois de 3 posts sobre bola, o assunto fica ali ao canto. Se entretanto, houver justificação - e vontade - voltarei ao tema.

 

tags: ,
link do postPor costela de adão, às 23:53  para dizerem algo

Confesso que tive ontem uma sensação de divertimento e estranheza quando no final do jogo do Gil Vicente com o Sporting vi o Sá Pinto a chamar os seus jogadores para o balneário, querendo assim evitar que se envolvessem em confusões com o árbitro e/ou com a equipa da casa. Achei divertido por vê-lo naquele estilo guardador de rebanho, a chamar todos e ainda de dedo em riste do tipo "já p'ra casa!". Estranho, porque parece uma pessoa diferente daquela que se envolveu em cenas menos felizes no passado devido ao seu estilo explosivo. É certo que a idade torna as pessoas mais sensatas (não todas, infelizmente), mas ao mesmo tempo tanta serenidade até causa impressão. Na zona de entrevistas foi vê-lo muito educado a dizer que não comentava os lances polémicos antes de os voltar a visualizar, pois de nada servia falar a quente...Está crescido, hein?

 

tags: ,
link do postPor costela de adão, às 23:32  o que se disse (4) para dizerem algo

16.3.12

Não deixa de ser agradável ver que os adeptos de futebol - neste caso do Sporting - tanto vão para o Aeroporto xingar e apupar jogadores e equipa técnica, como para os aplaudir. Pelo menos não são preguiçosos.

link do postPor costela de adão, às 23:41  para dizerem algo

15.3.12

Eu não quero correr o risco de parecer preconceituosa e colocar tudo no mesmo saco, mas reliogisidade e comunismo não são palavras que costume associar. Logo, não podia ter deixado de achar piada quando vi há pouco um deputado do PCP, dirigindo-se à Ministra do Ambiente numa "animada" conversa sobre a seca, referiu o antigo "fia-te na virgem e não corras". Desculpe, como disse?

 

tags:
link do postPor costela de adão, às 20:35  para dizerem algo

13.3.12

Descobrir canções assim

 

música: esta, claro
link do postPor costela de adão, às 21:23  para dizerem algo

Estou a ver uma notícia sobre a falta de veículos para a PSP. Há dias reportaram que uma esquadra tinha ficado sem carros, após a última viatura disponível ter sofrido um incêndio. Isto é preocupante, triste e lamentável.

Se o Governo, que tem pedido tantos sacrifícios aos portugueses, também os tencionasse fazer, colocava ao dispôr de ministros e companhia viaturas mais modestas e talvez assim fosse possível desenrascar uns carritos para quem tem como dever proteger os cidadãos.

Fica a sugestão. Se a quiserem seguir não precisam de fazer referência a este cantinho, ainda que vos ficasse bem que a ideia fosse mesmo vossa.

 

Não se está a pedir que se passe disto

 

 

 

 

 Para isto

 

 

 

sinto-me: idiota
link do postPor costela de adão, às 20:37  para dizerem algo

Temos então temperaturas de Verão, Santarém chegou aos 28 graus. Depois de um Inverno que apenas se fez sentir por uns dias de frio, pois chuva nem vê-lá, o clima está a fazer um atalho pela Primavera para chegar ao Verão.

Está tudo do avesso!

 

tags:
link do postPor costela de adão, às 20:30  para dizerem algo

O álbum Femina é um grande disco. Grandes músicas que me transportam para paisagens sonoras, banda sonora de uma road trip. Esta parceria do Paulo Furtado e da Rita Redshoes é muito cool.

 

 

 

sinto-me: cool
link do postPor costela de adão, às 20:26  para dizerem algo

11.3.12

Depois de em tempos ter feito uma "viagem" pelas produções da França, Inglaterra e ainda Austrália, chega agora a vez de darmos um pulinho até à Suécia para visitar o vampiro viking de Sangue Fresco.

Para quem conhece a série creio que não será preciso apresentar argumentos para a viagem, certo?

 

 

Falando em produção, pela amostra abaixo, datada de 2001, facilmente se comprova a teoria do vinho do Porto.

 

 

 

link do postPor costela de adão, às 17:43  para dizerem algo

Em 2009 escrevi um post sobre o número avassalador de séries de televisão que nos foram dadas a conhecer na passada década. Das que então referi, umas continuam no ar, algumas estão na última temporadas e outras já deram o último suspiro, seja por conclusão da história, seja por cancelamento. Das então referidas continuo fiel à Meredith Grey e seus colegas, que actualmente vai na 8ª temporada. Outras não mencionadas na altura, por não existirem, por desconhecimento meu, por ainda estar a descobri-las então,  mas das quais sou fã  (mais de umas do que de outras, é certo) são Foi Assim que Aconteceu, Mais Vale Juntos (sitcom sobre 3 casais em fases diferentes das relações), Boardwalk Empire (para quando a 2ª temporada AXNB?), Sangue Fresco, O Mentalista, A Teoria do Bing Bang, Pequenas Mentirosas, Modern Family, Leverage (Jogo de Audazes) e Castle. Entretanto, estou muito curiosa para conhecer Downtown Abbey e Homeland.

Já na altura pensei e volto ao mesmo, são demasiadas séries, e pouco tempo para todas. Se mesmo assim, conseguir assistir às de cima, já não é nada mau.

 

 

link do postPor costela de adão, às 17:17  para dizerem algo

2.3.12

Não sei o que andam a fazer actualmente os escoceses Travis. Gosto do seu som pop folk.

Este "Love Will Come Through", datado de 2003, foi uma descoberta recente. Gosto!

 

 

 

 
sinto-me: folky
música: esta, claro
link do postPor costela de adão, às 23:25  para dizerem algo


Pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Junho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


arquivos
links
A Passear no Paraíso