Observações sobre tudo e sobre coisa nenhuma
4.7.10

Já sabemos que anda meio mundo a tentar promover-se e aparecer das formas mas variadas. Esta senhora, Larissa Riquelme de seu nome, modelo e ferverosa adepta da selecção do Paraguai, prometeu que se despia se a selecção do seu coração chegasse às meias-finais no Mundial (chegam-lhe as meias-finais talvez por não acreditar que conseguissem ir mais longe, daí nada como garantir a tirada de roupa enquanto é tempo). Mas acontece que a Espanha não esteve pelos ajustes e como não estão para indecências, passaram à fase seguinte. Tendo em conta que a senhora não parece ter grandes problemas em despir-se (talvez tenha em encontrar lojas com roupa que lhe sirva, ou então frequenta a secção de criança), porque não usar a tristeza da derrota como motivo para se pôr ao léu? Não parece que seja grande sacrifício.

 

 

sinto-me: whatever
link do postPor costela de adão, às 15:07  o que se disse (2) para dizerem algo

30.6.10

Com excepção do post sobre as vuvuzelas ainda não escrevi sobre o Mundial. E, terminada a participação portuguesa neste evento desportivo, chegou a altura de o fazer.

 

Não pertenço aos clubes dos que amam nem dos que odeiam Carlos Queirós. Não o detestando, nunca "fui muito à bola" com ele como seleccionador. A fase de qualificação não foi fácil, conseguimos bilhete para a África do Sul mesmo ali "rés-vés campo de Ourique" (só expressões jeitosinhas, hein?). Quando convocou os 24 jogadores não compreendi algumas escolhas (Ricardo Costa, Zé Castro, Pepe ex-lesionado sem rodagem, entre outras) como também não compreendi algumas ausências, João Moutinho, anyone?! Ontem, a substituição do Hugo Almeida deixou meio mundo perplexo e bem se viu o que aconteceu a partir daí. O Professor não esteve bem nas decisões, e a equipa perdeu-se depois do golo sofrido. Sim, foi fora de jogo mas não justifica a dormência, o nervosismo, o desaparecimento de Portugal.

 

Nos jogos da fase de grupos, excepção do jogo contra a Coreia do Norte, a selecção jogou morna. O melhor  do Mundo claramente joga na selecção da Argentina, porque mais uma vez, o CR7 ou CR9 desiludiu. Parece que só sabe jogar nos clubes que lhe pagam milhões, na selecção esquece-se do que sabe fazer e maravilha tanta gente. É triste. Com o pouco futebol que mostrou (quase nada, ontem então desapareceu na 2ª parte do jogo) e, ao caír do pano, demonstrando a pouca educação e falta de sentido de responsabilidade.  Capitão da Selecção?! Façam-me o favor. Um puto mimado com demasiado protagonismo, demasiado dinheiro, demasiada fama, a fazer uma birra. Isto é de capitão? Desculpas evitam-se e explicações posteriores ao seu comentário também. Cuspir num cameraman também lhe ficou bem; ser o único a não saber o hino, bravo! Uns tempos no banco de suplentes talvez lhe dessem algo em que pensar e alguma humildade.

 

Nem tudo foi mau. Felizmente, houve jogadores que se destacaram pela positiva, fizeram um bom Mundial, mas só eles não conseguem carregar uma equipa. Parabéns Raul Meireles, Eduardo, Tiago e Fábio Coentrão, mereciam ficar mais um bocadinho por terras africanas.

 

 

 

 

link do postPor costela de adão, às 19:41  o que se disse (9) para dizerem algo

25.6.10

Devo ser a única pessoa que não consegue tirar um som de uma vuvuzela.

 

 

sinto-me: sem fôlego
link do postPor costela de adão, às 00:06  o que se disse (2) para dizerem algo


Pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Junho 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
14
15
16

17
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


arquivos
links
A Passear no Paraíso