Observações sobre tudo e sobre coisa nenhuma
12.5.09

O que é a felicidade? Quando nos questionam isto, nem sempre sabemos responder muito bem. Ao longo do tempo tenho vindo a acreditar cada vez mais que não é humanamente possível ser sempre feliz, até porque a vida nem sempre acompanha esses desejos humanos e por vezes surgem algumas contrariedades. Para mim a felicidade é um estado de espírito, é feita de momentos, situações, muitas vezes das pequenas coisas de que já falei aqui e outras de algumas coisas maiores que também nos enchem o coração.

 

Uma vez ouvi alguém perguntar a uma pessoa se ela era feliz. E ela respondeu "eu estou sempre feliz". De réplica ouviu "se nunca estiveste triste, então não sabes o que é estar feliz!" Talvez isto seja excessivo e um pouco dramático, mas não deixa de lembrar aquele cliché - apesar de tudo, com um fundo de verdade - que tomamos as coisas garantidas e só lhes damos valor quando não as temos. Mas este tema é mais profundo e vai mais longe. Há pessoas que são pobres, vivem com dificuldades e não perdem a força, a vontade de lutar e nem o sorriso. Outras há, que com tudo de mão beijada, acham que o mundo acordou para lhes dar cabo da vida! Significa que quando o assunto é felicidade, não há relação entre o ser e o ter, mas antes entre o ser e o estar. Se calhar, já estou a divagar um bocado, mas este assunto dá mesmo para isto.

 

                                             

sinto-me:
música: Don't Worry, Be Happy
link do postPor costela de adão, às 19:59  o que se disse (5) para dizerem algo

...os automobilistas teimam em não assinalar as mudanças de direcção? Será que pensam que andam sozinhos nas estradas ou terão medo de ser seguidos?

...as pessoas nos supermercados quase entram com os carrinhos e cestos nas prateleiras e arcas dos frios? Não seria mais fácil e menos "empata" encostá-los permitindo que todos cheguem aos mesmos sítios?

...quando abre um hipermercado ou centro comercial é ver tudo em romaria, como se não houvesse amanhã? Não será mais agradável ir a estes novos sítios depois da febre inicial passar e poder mover-se sem se arriscar a pisadelas e encontrões e histerias colectivas?

...quando fazemos um pouco mais de barulho incomodamos os vizinhos, mas se sucede o contrário, somos nós que somos picuinhas?

...aqueles que mais regras e comportamentos gostam de impôr aos outros, são muitas vezes os mais hipócritas e seguidores do lema "faz o que te digo, não faças o que eu faço"?

 

Diz-me lá porquê?

Sei que não sou perfeita, nem aspiro a isso. Mas as pessoas às vezes cansam-me tanto!

sinto-me: sem paciência
link do postPor costela de adão, às 19:36  o que se disse (5) para dizerem algo

Pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Maio 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
15
16

17
20
23

24
25
26
28
29
30

31


arquivos
links
subscrever feeds
blogs SAPO