Observações sobre tudo e sobre coisa nenhuma
10.8.09

Ora como toda a gente sabe, Agosto é o mês do regresso temporário de muitos emigrantes ao seu Portugal, país do seu coração e do qual têm tantas saudadinhas durante 11 meses do ano! É também o regresso ao país que deixaram vai para mais de 30 anos e que muitos acham que se encontra tal como o deixaram, chegando muitas vezes com ares de superioridade por viverem num país do primeiro mundo e não neste atraso de vida. Antes de continuar, quero desde já dizer que tenho muita família emigrante, espalhada por vários sítios, mas maioritariamente na Europa. Por isso também noto em alguns elementos da minha família essa mesma arrogância em relação ao país que os viu nascer e a mania que lá fora é que é bom. Pois se formos falar de alguns sistemas de saúde e educação, não tenho dúvidas de que sejam melhores; o que acho triste é o ar com que visitam o país como se nunca tivéssemos progredido e achando-se uma grande coisa por viverem no estrangeiro. Que eu saiba foram para lá trabalhar - e não foi  pouco - e não fazer férias, para juntarem uns tostões. O que noto por vezes é que o país avançou mas alguns emigras voltam anualmente exactamente iguais ao que eram quando daqui saíram em busca de melhores condições de vida, saloios e pouco educados. Desculpem, não são todos mas aqui também incluo alguns dos meus, por isso estou à vontade para escrever. Outra barbaridade prende-se com o não ensino da língua portuguesa aos filhos nascidos no país adoptivo, quer com casamentos made in Portugal ou mistos. É ridículo e sintoma de complexo de inferioridade e ignorância não quererem, por opção, ensinar português aos filhos.Tira-me do sério! Até porque, como é óbvio, a família terceiro-mundista não sabe falar francês por isso vá de usar linguagem gestual e uns sorrisos para resolver os problemas de comunicação que nem deviam existir de avós com netos e primos e tios. Mas eles é que sabem, melhor, n'est-ce pas?

 

sinto-me:
música: Voltei voltei, voltei de lá (Dino Meira)
link do postPor costela de adão, às 22:04  o que se disse (12) para dizerem algo

Pesquisar neste blog
 
mais sobre mim
Agosto 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

24
26
27
28
29

30
31


arquivos
links
subscrever feeds
blogs SAPO